RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

A legitimação dos juízes e das cortes de justiça na formação e superação dos padrões decisórios: visão com suporte na hermenêutica filosófica como condição de possibilidade para evolução do direito e promoção do efetivo acesso à justiça.

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Nicoli, Ricardo Luiz;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/0578323663268546;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Ribeiro, Darci Guimarães;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/6069099282845602;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Direito;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title A legitimação dos juízes e das cortes de justiça na formação e superação dos padrões decisórios: visão com suporte na hermenêutica filosófica como condição de possibilidade para evolução do direito e promoção do efetivo acesso à justiça.;
metadataTrad.dc.description.resumo O presente estudo investiga e demonstra, com amparo nas teorias sobre as funções das Cortes de Vértice e os precedentes judiciais na tradição do Civil law, de Michele Taruffo, e na Hermenêutica Filosófica, de Hans-Georg Gadamer, a importância do papel institucional dos juízes de primeiro grau e Cortes de Justiça (tribunais de segundo grau) na constante evolução do Direito e promoção de efetivo acesso à Justiça com a superação dos padrões decisórios previstos do art. 927 do Código de Processo Civil. Como problema de pesquisa, questiona-se: - qual a importância da atuação dos juízes de primeiro grau e das Cortes de Justiça na superação dos padrões decisórios instituídos pelas Cortes de Vértice de modo a garantir a evolução do Direito, contemporaneamente, com as mudanças sociais e, ao mesmo tempo, promover a certeza do Direito e a igualdade entre os jurisdicionados? Em tais circunstâncias, postula-se como hipótese a junção da importância e necessidade dos juízes de primeiro grau e dos tribunais de segundo grau (Cortes de Justiça), ante uma nova realidade social, determinada pelas particularidades fáticas reveladas no caso jurídico concreto e analisadas no primeiro grau de jurisdição, passíveis de ser reexaminadas e ser objeto de nova valoração no segundo grau de jurisdição, não se sujeitarem incondicionalmente aos padrões decisórios instituídos pelas Cortes de Vértice, quando demonstrada a necessidade de sua alteração, fazendo, para isso, a refutação do padrão decisório com uma fundamentação hermenêutica consistente e específica (ônus argumentativo) ao propor sua alteração. Haja vista a investigação procedida nesta tese doutoral, que utilizou o método fenomenológico-hermenêutico, com incursões analítico-descritivas, conclui-se que, apesar de competir às Cortes de Vértice a uniformidade do Direito, as Cortes de Justiça e os juízes de primeiro grau desenvolvem fundamental função na evolução do Direito, pois é com supedâneo na análise dos fatos, construídos no primeiro grau e reexaminados no segundo grau de jurisdição, que os padrões decisórios, que não devem ser inflexíveis, são formados e suscetíveis de ser superados. Sem uma participação ativa, em especial dos juízes de primeiro grau, que estão mais próximos dos fatos e do contexto social, a fossilização do Direito será inevitável, provocando decisões injustas perante realidades diferentes, pois, somente com a decisão divergente, feita por juízes ou Cortes de Justiça, é que se abre caminho para uma reanálise da questão já definida em um padrão decisório.;
metadataTrad.dc.description.abstract Il presente studio indaga e dimostra, sostenuto dalle teorie sulle funzioni delle Corti di Vertice e dai precedenti giudiziali nella tradizione della Civil law, di Michele Taruffo, e dall’Ermeneutica Filosofica, di Hans-Georg Gadamer, l’importanza del ruolo istituzionale dei giudici di primo grado e delle Corti di Giustizia (Corte d’Appello) nella costante evoluzione del Diritto e promozione dell’effettivo accesso alla Giustizia con la superazione dei modelli decisionali previsti dall’art. 927 del Codice di Procedura Civile. Come problema di ricerca, ci si chiede: - qual è l’importanza del ruolo dei giudici di primo grado e delle Corti di Giustizia nel superamento dei modelli decisionali istituiti dalle Corti di Vertice in modo da garantire l’evoluzione del Diritto, contemporaneamente ai cambiamenti sociali e, allo stesso tempo, promuovere la certezza del Diritto e l’uguaglianza tra gli imputati? In tali circostanze, si prevede come ipotesi l’unione dell’importanza e necessità dei giudici di primo grado e dei Corte d’Appello (Corti di Giustizia), in presenza di una nuova realtà sociale, determinata dalle particolarità fattuali rivelate nel caso giuridico concreto e analizzate nel primo grado di giudizio, passibili di essere riesaminate ed essere oggetto di nuova valutazione in secondo grado di giudizio, non si assoggettano in modo incondizionatamente ai modelli decisionali istituiti dalle Corti di Vertice, una volta dimostrata la necessità della sua alterazione, facendo, a tale scopo, la confutazione del modello decisionale con una motivazione ermeneutica consistente e specifica (onere argomentativo) nel proporre la sua alterazione. Alla luce dell'indagine effettuata in questa tesi di dottorato, che ha utilizzato il metodo fenomenologico ermeneutico, con incursioni analitico-descrittive, si conclude che, nonostante sia di competenza delle Corti di Vertice l’uniformità del Diritto, le Corti di Giustizia e i giudici di primo grado svolgono una funzione fondamentale nell’evoluzione del Diritto, dato che si basa sull’analisi dei fatti, costruiti nel primo grado e riesaminati in secondo grado di giudizio, che i modelli decisionali, che non devono essere inflessibili, sono formati e suscettibili di essere superati. Senza una partecipazione attiva, specialmente dei giudici di primo grado, che sono più prossimi dei fatti e del contesto sociale, la fossilizzazione del Diritto sarà inevitabile, provocando decisioni ingiuste di fronte a realtà differenti, infatti, solamente con la decisione divergente, fatta dai giudici o dalle Corti di Giustizia, è che si apre il cammino per la rianalisi della questione già definita in un modello decisionale.; El presente estudio investiga y demuestra, con teorías las funciones de los Tribunales y precedentes judiciales en la tradición del Civil Law, de Michele Taruffo, y en Hermenéutica Filosófica, de Hans-Georg Gadamer, la importancia del papel institucional de los jueces de primer grado y las Cortes de Apelación (tribunales de segundo grado) en la constante evolución del Derecho y la promoción del acceso efectivo a la Justicia mediante la superación de los estándares de toma de decisiones previstos en el artículo 927 del Código de Procedimiento Civil Brasileño. Como problema de investigación, la pregunta es: - ¿Cuál es la importancia del papel de los jueces de primer grado y las Cortes de Apelación en la superación de los estándares de toma de decisiones establecidos por los Tribunales para asegurar la evolución del Derecho, en la actualidad, con cambios sociales y, al mismo tiempo, promover la certeza del Derecho y la igualdad entre los sujetos a jurisdicción? En tales circunstancias, se postula como hipótesis la conjunción de la importancia y necesidad de los jueces de primer grado y los tribunales de segundo grado (Cortes de Apelación), ante una nueva realidad social, determinada por las particularidades reveladas en lo concreto. caso judicial y analizado en el primer grado de jurisdicción, susceptible de ser reexaminado y sujeto a nueva valoración en el segundo grado de jurisdicción, no sujeto incondicionalmente a las normas de toma de decisiones establecidas por los Tribunales, cuando la necesidad de su modificación Se demuestra, haciendo la refutación del patrón de toma de decisiones con un fundamento hermenéutico consistente y específico (carga argumentativa) al proponer su cambio. Considerando la investigación realizada en este tesis doctoral, utilizó el método fenomenológico-hermenéutico, con incursiones analíticos y descriptivas, que se concluye que, aunque compita a los Tribunales la uniformidad del Derecho, las Cortes de Apelación y los jueces de primer grado juegan un papel fundamental en la evolución del Derecho, ya que basado por los análisis de los hechos, construido en primer grado y reexaminado en segundo grado de jurisdicción, los estándares de toma de decisiones, que no deben ser inflexibles, están formados y pueden ser superados. Sin una participación activa, especialmente de los jueces de primer grado, más cercanos a los hechos y al contexto social, la fosilización del Derecho será inevitable, provocando decisiones injustas en diferentes realidades, porque solo con la decisión divergente, de jueces o Cortes de Apelaciones, es posible abrir el camino para un nuevo análisis del tema ya definido en un patrón de decisión.;
metadataTrad.dc.subject Precedentes; Padrões decisórios; Hermenêutica; Juízes e Cortes de Justiça; Cortes de Vértice; Precedenti; Standart decisionali; Ermeneutica; Jiudici e Corti di Giustizia; Corti di Vertice; Estándares para la toma de decisiones; Hermenéutica; Jueces y Cortes de Apelación;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Direito;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2021-12-15;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/10824;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Direito;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics