RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Associação entre atividade física no lazer e dor musculoesquelética: uma revisão sistemática de estudos observacionais

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Bergesch, Patrícia;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Henn, Ruth Liane;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/2594640651255954;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Saúde;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Associação entre atividade física no lazer e dor musculoesquelética: uma revisão sistemática de estudos observacionais;
metadataTrad.dc.description.resumo Dor musculoesquelética é considerada um problema de saúde pública devido a sua alta prevalência, o que gera consideráveis custos para o sistema de saúde e impacto na qualidade de vida. Atividade física tem sido apontada como uma estratégia para melhorar a saúde do sistema musculoesquelético, tendo como foco a possibilidade de prevenir sintomas álgicos relacionados a este sistema. No entanto, os achados de alguns estudos têm se mostrado inconsistentes, fazendo com que tal relação não esteja bem estabelecida. Portanto, este estudo teve como objetivo verificar, através de uma revisão sistemática, a relação entre atividade física no lazer e dor musculoesquelética em adultos e idosos. Realizou-se uma busca sistemática de estudos observacionais nas bases de dados MEDLINE via PUBMED, LILACS, SCIENCE DIRECT, WEB of SCIENCE e SCOPUS e nas referências de artigos elegíveis para leitura na íntegra, referentes ao período de 1990 a 2010, com os seguintes descritores: physical inactivity, leisure time physical inactivity, sedentary, sedentary lifestyle, physical activity, leisure time physical activity, physical exercises, walking, physical fitness, muscle stretching exercises, resistance training, risk factors, determinants, causality, musculoskeletal symptoms, musculoskeletal complaints, musculoskeletal disorders, pain, joint pain, arthralgia, back pain, low back pain, neck pain, lower extremity pain, upper extremity pain e seus equivalentes em português e espanhol. Dos 26.676 artigos encontrados nas bases de dados foram selecionados cinco estudos. A busca na lista de referências possibilitou a inclusão de mais dois estudos. Ao todo, foram selecionados sete estudos para compor a revisão. Os estudos incluídos foram publicados entre 1996 e 2009 e todos foram realizados em países desenvolvidos. Os resultados analisados nesta revisão provêm de quatro estudos de coorte, com tempo de seguimento entre um e 33 anos, e três estudos com delineamento transversal. Seis estudos obtiveram informações sobre o desfecho com base em um questionário autoaplicado e apenas um obteve informações sobre o desfecho por meio de entrevista e exame de saúde. Cinco estudos apresentaram como desfecho dor lombar, um estudo avaliou dor nas costas e um dor no ombro. Em relação à exposição, os artigos apresentaram diferentes definições e utilizaram diferentes instrumentos para medi-la, sendo que apenas três estudos utilizaram um instrumento validado, mas apenas um apresentou informações de validade e reprodutibilidade. O percentual de pontuação conforme as questões adaptadas de Downs e Black variou entre 33,3% e 70,8%, com média de 55,4% (dp=12,9%). O percentual de pontuação com base na Iniciativa STROBE variou entre 38,6% a 86,4%, com média de 64,9% (dp=15,8%). Não se identificou associação entre atividade física no lazer e dor musculoesquelética. Este resultado poderia ser atribuído à real falta de associação ou poderia ser atribuída a algumas limitações dos estudos analisados, tais como baixa taxa de participação, diferentes definições da atividade física no lazer e dor musculoesquelética e heterogeneidade nos instrumentos utilizados para mensurá-los. Apesar do resultado encontrado, a prática regular de atividades físicas no lazer deve ser sempre estimulada, uma vez que outros benefícios são proporcionados, tais como bem-estar geral e prevenção de muitos agravos à saúde.;
metadataTrad.dc.subject Atividade motora; Dor; Sistema musculoesquelético; Revisão;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências da Saúde::Saúde Coletiva;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2011-08-23;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/11574;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics