RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

"Da mãe e amiga Amélia": cartas de uma baronesa para sua filha (Rio de Janeiro-Pelotas, na virada do século XX)

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Paula, Débora Clasen de;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Fleck, Eliane Cristina Deckmann;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/8304454301957911;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio do Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials UNISINOS;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Humanidades;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title "Da mãe e amiga Amélia": cartas de uma baronesa para sua filha (Rio de Janeiro-Pelotas, na virada do século XX);
metadataTrad.dc.description.resumo Amélia Hartley de Brito Antunes Maciel – a Baronesa de Três Serros – escreveu um total de cento e cinqüenta e uma cartas, no período compreendido entre 1885 e 1918. A maioria delas foi remetida por Amélia após sua viuvez e transferência para o Rio de Janeiro e teve como destinatária a filha mais velha Amélia Aníbal Hartley Maciel, mais conhecida como Sinhá, que permaneceu em Pelotas (RS), morando no solar da família. A análise que empreendemos dessa “escrita de si” – e que apresentamos nesta Dissertação – fornece valiosas informações sobre como Amélia mantinha e estreitava seus vínculos familiares, sobre como administrava seu patrimônio e o orçamento doméstico, sobre seus sentimentos diante da doença, da morte e da velhice, sobre seus posicionamentos políticos, sobre suas leituras e vivência social, bem como sobre suas crenças e espiritualidade. As linhas escritas por Amélia, no entanto, mais do que reconstituir a trajetória de sua vida, revelam as nuances do modo de vida e do pensamento de um segmento social;
metadataTrad.dc.description.abstract Amélia Hartley de Brito Antunes Maciel – Baroness of Três Serros – wrote 151 letters between 1885 and 1918. Most of them were sent by Amélia after becoming a widow and being moved to Rio de Janeiro, to her oldest daughter Amélia Aníbal Hartley Maciel, known as Sinhá, who remained in Pelotas (RS) in her family’s manor. Our analysis of these “writings of herself” – which are shown in this work – provides valuable information about how Amélia kept her family links and made them closer, about how she ran her properties and her household budget, about her feelings towards her illness, death and old age, her politic positions, her readings and social life, as well as her beliefs and spirituality. However, more than reconstructing her life, these writings show us the shades of the way-of-life of privileged people in the beginning of the 20th Century focusing on the private and personal aspect, which is of little interest in historiography. In this perspective, we believe that our investigations contributes in a inn;
metadataTrad.dc.subject cartas; escrita; história das mulheres; Pelotas; Baronesa de Três Serros; history of the women; letters; writings of herself; Baroness of Três Serros;
metadataTrad.dc.subject.cnpq Ciências Humanas;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2008-04-15;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/1860;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em História;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics