RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Influência da heterogeneidade espacial e da escala de tempo na estrutura e dinâmica da comunidade fitoplanctônica em um lago raso subtropical (Lagoa Mangueira, RS)

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Teixeira, Lacina Maria Freitas;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/8617212898687328;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Schulz, Uwe Horst;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/6474240798904132;
metadataTrad.dc.contributor.advisor-co1 Crossetti, Luciane Oliveira;
metadataTrad.dc.contributor.advisor-co1Lattes http://lattes.cnpq.br/3903881781483737;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola Politécnica;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Influência da heterogeneidade espacial e da escala de tempo na estrutura e dinâmica da comunidade fitoplanctônica em um lago raso subtropical (Lagoa Mangueira, RS);
metadataTrad.dc.description.resumo O fitoplâncton é formado por organismos bastante diversos, de origem polifilética, composto principalmente por seres unicelulares autótrofos, que não são capazes de vencer as correntes (FALKOVISK; RAVEN, 1997). A dinâmica, distribuição e estrutura das comunidades fitoplanctônicas podem ser explicadas por uma variedade de fatores bióticos e abióticos relacionados à heterogeneidade ambiental. O presente estudo teve por principal objetivo avaliar a influência da heterogeneidade espacial e da escala temporal na estrutura e dinâmica da comunidade fitoplanctônica em um lago raso subtropical (Lagoa Mangueira, RS). O estudo ocorreu na Lagoa Mangueira, (sul do Brasil), que é um ecossistema aquático raso (Zmax = 7 m), extenso (90 km de extensão, 3 – 10 km de largura), polimíctico quente, considerado oligo-mestrófico, sob influência direta de um banhado adjacente ao norte e tem suas margens amplamente habitadas por macrófitas aquáticas, especialmente ao sul. Amostragens foram realizadas na subsuperfície da água, trimestralmente, por dois anos, em 19 pontos, compreendendo as zonas pelágica e litoral e as regiões sul, centro e norte da lagoa, para análises abióticas e biológicas. Foram ainda efetuadas amostragens em curtos intervalos de tempo durante 60 dias nas zonas pelágica e litoral na região sul. A estrutura da comunidade fitoplanctônica foi analisada a partir de medidas de clorofila a, biomassa, riqueza, diversidade de espécies, espécies descritoras e diversidade funcional. Cyanobacteria (ex. Chroococcus limneticus, Aphanocapsa conferta, Aphanothece smithii, Planktolyngbya contorta) foi o grupo mais representativo independente da região (sul, centro ou norte) ou zonas (litoral ou pelágica). Observou-se um claro padrão espacial em direção ao norte da lagoa, que apresentou maiores valores de biomassa total e clorofila. Contudo, a riqueza e as espécies descritoras não demonstraram padrão espacial nítido. A Análise de Redundância (RDA) evidenciou a forte organização temporal das espécies em função do cenário abiótico, indicando que o alto grau de variabilidade temporal devido à hidrodinâmica local foi o principal fator direcionador da estrutura da comunidade fitoplanctônica na Lagoa Mangueira no período de estudo. Os resultados da análise da diversidade funcional demonstraram que não houve organização espacial considerando-se as formas de vida e a estrutura de tamanho da comunidade fitoplanctônica no período estudado, embora os grupos funcionais fitoplanctônicos tenham respondido à variação nos recursos, especialmente aumentando sua variedade e contribuição nos meses de primavera e verão, segregando o norte da lagoa, independente das zonas estudadas (pelágica e litoral). Em curta escala de tempo a comunidade fitoplanctônica da região pelágica se mostrou mais equitativa do que a região litoral ao longo do tempo. A contribuição das espécies Chroococcus limneticus, Aphanocapsa conferta e Aphanothece smithii a partir do 9° dia na região pelágica e praticamente todo o período estudado na região litoral indicam que embora tenha se verificado a variação da precipitação e vento ao longo do tempo, estados de equilíbrio da comunidade fitoplanctônica em ambientes fortemente condicionados pela hidrodinâmica podem ocorrer.;
metadataTrad.dc.description.abstract The phytoplankton is formed by very different organisms of polyphyletic origin, composed mainly by autotrophic unicellular beings who are not able to overcome the current (FALKOVISK; RAVEN, 1997). The dynamics, distribution and structure of phytoplankton communities can be explained by a variety of biotic and abiotic factors related to environmental heterogeneity. The principal objective of the present study was evaluate the influence of spatial heterogeneity and the temporal, on the structure and dynamics of phytoplankton in a subtropical shallow lake (Mangueira Lagoon, RS). The study took place in the Mangueira Lagoon (southern Brazil), which is a shallow aquatic ecosystem (Zmax = 7 m) long (90 km long, 3-10 km wide), continuous hot polymictic, considered oligo-mesotrophic, under the direct influence of an adjacent wetland on the north and has its margins inhabited largely by aquatic macrophytes, especially in the south. Samples were taken in the subsurface of the water, quarterly, for two years, in 19 sites, including the pelagic and coastal zones and the southern, central and northern regions of the lagoon, for abiotic and biological analysis. Samples were also collected in short time intervals during 60 days in the pelagic and coastal zones in the south region. The structure of the phytoplankton community was analyzed by measures of chlorophyll a, biomass, richness, diversity of species, descriptors species and functional diversity. Cyanobacteria (e.g., Chroococcus limneticus, Aphanocapsa conferta, Aphanothece smithii, Planktolyngbya contorta) was the most representative group independently of region (southern, central or north) or zones (coastal or pelagic). It was observed a clear spatial pattern to the north of the lagoon, which showed higher values of total biomass and chlorophyll. However, richness and descriptors species showed no clear spatial pattern. The Redundancy Analysis (RDA) showed strong temporal organization of the species as a function of the abiotic scenario, indicating that the high degree of temporal variability due to the local hydrodynamics was the main determining factor of the structure of phytoplankton community in the Mangueira Lagoon during the period of study. The results of the analysis of functional diversity showed that there was no spatial organization considering the forms of life and the size structure of the phytoplankton community during the period of study, although the phytoplankton functional groups had responded to changes in resources, especially increasing its variety and contribution in the months of spring and summer, segregating the north of the lagoon, independently of the studied zones (pelagic and coastal). In short timescale the phytoplankton community from the pelagic area was more equitable than that from the coastal region over time. The contribution of the species Chroococcus limneticus, Aphanocapsa conferta and Aphanothece smithii from the 9th day in the pelagic region and practically the entire period studied in the coastal region indicate that despite the variation in precipitation and wind observed over time, steady-state of the phytoplankton community in environments strongly conditioned by hydrodynamics may occur.;
metadataTrad.dc.subject Heterogeneidade; Espacial; Temporal; Região costal; Região pelágica; Diversidade funcional; Estado de equílibrio; Heterogeneity; Spatial; Coast region; Pelagic region; Aquatic macrophytes; Functional diversity; Steady-state;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Biológicas::Biologia Geral;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2015-03-30;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/4841;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Biologia;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics