RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Gestão comportamental: ferramentas que contribuem para o comportamento seguro

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Silveira, Fernanda Soares;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Reis, Paulo André Souto Mayor;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.title Gestão comportamental: ferramentas que contribuem para o comportamento seguro;
metadataTrad.dc.description.resumo Sabe-se que uma efetiva gestão em segurança pode ser obtida através da evolução das condições físicas no local de trabalho, práticas de gestão em segurança e comportamentos seguros. Para Geller (1994 apud BLEY, 2006), a cultura de segurança nas organizações deve levar em consideração três fatores muito importantes, que são: condições físicas (equipamentos, ferramentas), fatores pessoais (atitudes e personalidade) e fatores comportamentais (ações voltadas para a segurança ou para a exposição ao risco, dentro da organização). Embora a legislação possua uma série de normas que tratam sobre condições físicas e procedimentos de gestão, uma questão a ser trabalhada pelas empresas é como desenvolver a cultura preventiva com todos os seus colaboradores, independente do nível hierárquico. Este artigo tem como objetivo viabilizar o entendimento acerca da utilização de ferramentas e práticas comportamentais, e como as mesmas podem contribuir para a cultura de segurança, dentro e fora das organizações. O presente trabalho aborda as ferramentas de Gestão Comportamental utilizadas em uma empresa do ramo metalúrgico.;
metadataTrad.dc.description.abstract It is known that an effective safety management can be obtained through the development of physical conditions in the workplace, safety management practices and safe behavior. For Geller (1994 apud BLEY, 2006), the safety culture in organizations must consider three very important factors, which are: physical conditions (equipment, tools), personal factors (attitudes and personality) and behavioral factors (actions aimed safety or risk exposure within the organization). Although the legislation has a number of standards that deal with physical conditions and management procedures, an issue to be worked by companies is how to develop a preventive culture with all its employees, regardless of hierarchical level. This article aims to facilitate the understanding of the use of tools and behavioral practices, and how they can contribute to the safety culture, inside and outside of organizations. This paper discusses the tools Behavioral Management used in a company in the metallurgical industry.;
metadataTrad.dc.subject Comportamento; Acidentes; Prevenção; Cultura; Segurança; Behavior; Accidents; Prevention; Culture; Safety;
metadataTrad.dc.type TCC;
metadataTrad.dc.date.issued 2015-01-01;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/5421;
metadataTrad.dc.audience.educationLevel Especialização;
metadataTrad.dc.curso Engenharia de Segurança do Trabalho;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics