RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Análise do desempenho térmico em edifícios residenciais: estudo comparativo entre métodos de avaliação para a zona bioclimática 2

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Bisolo, Giovani;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/3621549603361586;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Oliveira, Maria Fernanda;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/1555729873996754;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola Politécnica;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Análise do desempenho térmico em edifícios residenciais: estudo comparativo entre métodos de avaliação para a zona bioclimática 2;
metadataTrad.dc.description.resumo Este estudo tem como finalidade avaliar por simulação computacional a influência das caraterísticas construtivas e da orientação no seu desempenho térmico de uma unidade habitacional na Zona Bioclimática 2, pela Norma NBR 15575 e pelo método de graus hora, com o intuito de compreender como essas diretrizes tratam o desempenho da edificação. Para isso, foi pesquisado dados sobre a caracterização climática e as estratégicas construtivas para a Zona Bioclimática 2. O objeto tema deste estudo foi um projeto de edifício residencial com quatro pavimentos, com disposição que permitiu avaliar tanto o desempenho térmico dos dormitórios voltados para todas as fachadas, quanto a avaliação dos cômodos com abertura para oeste e sul, conforme exigência da NBR 15575. Para a comparação do método da NBR foram escolhidos 4 dias de verão, e 4 dias de inverno. Já para comparação de desempenho térmico pelo método de graus-hora foram utilizadas todas as horas do ano. Para esse estudo, a temperatura base para o cálculo de graus-hora de resfriamento foi de 26ªC e a temperatura base para o cálculo de graus-hora de aquecimento foi de 18ªC. Percebe-se que a temperatura no interior das unidades habitacionais foi melhor às do ambiente externo, conforme critérios da NBR 15575-1, para todos os ambientes de permanência prolongada. Sendo que, para a condição de verão foi considerado o valor máximo diário da temperatura do ar interior e para a condição de inverno, foi considerado o valor mínimo diário da temperatura do ar interior, ambos para ambientes de permanência prolongada (salas e dormitórios). Os resultados das simulações avaliados pelos critérios da NBR 15575, indicam que, as vedações verticais com blocos de concreto ou blocos cerâmicos, podem ter níveis mínimos, intermediários e superiores, ou até mesmo, não atender a norma, dependendo da escolha do dia típico para a análise. Os resultados simulados com carga térmica pelo método graus-hora, demostram que o desempenho térmico piora no verão e melhora no inverno, isso demostra que as edificações habitadas e com o uso de equipamentos, o desempenho térmico pode ser influenciado. Ao final o estudo pode concluir que a simplificação do método da norma pode alterar a classificação de desempenho térmico do edifício quando indica somente uma renovação de ar por hora ou quando não permite a inclusão de carga térmica, assim como a simplificação do tempo de simulação para apenas um dia de inverno e um dia de verão, pois não há um parâmetro de escolha para as cidades que não estão listadas na norma. Assim sendo, entende-se que a análise do desempenho térmico de um edifício precisa ser elaborado para o ano todo.;
metadataTrad.dc.description.abstract The purpose of this study was to evaluate by computational simulation the influence of the constructive characteristics and the orientation in its thermal performance of a housing unit in the Bioclimatic Zone 2, by the norm NBR 15575 and the hour degrees method, in order to understand how these guidelines deal the performance of the building. For this, data on the climatic characterization and the constructive strategies for the Bioclimatic Zone 2 were investigated. The object of this study was a residential building project with four floors, with disposition that allowed to evaluate both the thermal performance of the dormitories facing all the as regards the evaluation of the rooms with opening to the west and south, as required by NBR 15575. For the comparison of the NBR method, 4 days of summer and 4 days of winter were chosen. For comparison of thermal performance by the degree-hour method, all the hours of the year were used. For this study, the base temperature for calculating degree-hours of cooling was 26 ° C and the base temperature for calculating degree-hours of heating was 18 ° C. It can be noticed that the temperature inside the dwelling units was better than those of the external environment, according to the criteria of NBR 15575-1, for all the environments of prolonged residence. For the summer condition, the daily maximum value of the indoor air temperature and for the winter condition were considered, the minimum daily value of the indoor air temperature was considered, both for long stay environments (rooms and dormitories). The results of the simulations evaluated by the criteria of NBR 15575 indicate that vertical fences with concrete blocks or ceramic blocks may have minimum, intermediate and higher levels, or even do not meet the standard, depending on the choice of the typical day for the analysis. The simulated results with thermal load by the degree-hour method, show that thermal performance worsens in summer and winter improves, this shows that inhabited buildings and with the use of equipment, thermal performance can be influenced. At the end of the study, it can be concluded that the simplification of the method of the standard can alter the classification of thermal performance of the building when it indicates only a renewal of air per hour or when it does not allow the inclusion of thermal load, as well as the simplification of the simulation time for only a winter day and a summer day, as there is no parameter of choice for cities that are not listed in the standard. Therefore, it is understood that the analysis of the thermal performance of a building must be elaborated for the whole year.;
metadataTrad.dc.subject Desempenho térmico; Energy plus; Norma de desempenho; Thermal performance; Energy plus; Performance standard;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Arquitetura e Urbanismo;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2018-06-03;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7426;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics