RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Revisitando as críticas de Kierkegaard à ciência da lógica de Hegel: Alguns problemas lógicos ainda não suficientemente considerados

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Fernandes, Victor Manoel;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/0025268264035117;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Valls, Álvaro Luiz Montenegro;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/7155529124026737;
metadataTrad.dc.contributor.advisor-co1 Silva, Gabriel Ferreira da;
metadataTrad.dc.contributor.advisor-co1Lattes http://lattes.cnpq.br/6688468319321454;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Humanidades;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Revisitando as críticas de Kierkegaard à ciência da lógica de Hegel: Alguns problemas lógicos ainda não suficientemente considerados;
metadataTrad.dc.description.resumo A presente dissertação de mestrado tem por objetivo investigar as críticas de Kierkegaard à Ciência da Lógica de Hegel contidas em seu Pós-Escrito. A respeito da relação Kierkegaard-Hegel, foram diferenciadas duas perspectivas frente a ela: a primeira é a que visa a relação do ponto de vista psicológico, isto é, que pretende saber se Kierkegaard estava contra Hegel, se ele escrevia seus livros com o intuito de atacar Hegel; e a segunda, por sua vez, que visa a relação do ponto de vista filosófico ou teórico, isto é, concentra-se em saber se as críticas de Kierkegaard cabem à filosofia de Hegel, sem pretender saber se esse autor era o verdadeiro alvo kierkegaardiano. Para atingir seus objetivos, essa pesquisa adotou a segunda perspectiva. Esta dissertação também analisou a posição de Niels Thulstrup e Jon Stewart acerca dessa relação. A atenção foi concentrada no segundo deles, tido como o status quæstionis sobre a relação investigada – resultando, no posicionamento frente a ele, um objetivo secundário para essa pesquisa. A fim de oferecer uma outra interpretação a uma pequena parcela de sua visão geral e também a uma interpretação específica a respeito da relação Kierkegaard-Hegel, essa dissertação investigou a relação filosófica entre Kierkegaard e Trendelenburg. Os resultados da pesquisa são os de que há aspectos importantes da Ciência da Lógica de Hegel contidos no Pós-Escrito de Kierkegaard e que aí são criticados – fazendo com que a relação Kierkegaard-Hegel também seja teórica e crítica, e não apenas passiva ou inexistente acerca da lógica; item relativo à visão geral de Stewart –, que Kierkegaard e Hegel não têm a mesma posição a respeito do início da lógica – item relativo a uma interpretação específica de Stewart – e que as condições colocadas por Kierkegaard em "(a) um sistema lógico pode haver" têm influência trendelenburguiana e, assim, são incompatíveis com princípios defendidos por Hegel.;
metadataTrad.dc.description.abstract This Master’s dissertation aims to investigate Kierkegaard's criticisms of the Hegel's Science of Logic contained in his Postscript. In regard to the Kierkegaard-Hegel relationship, two perspectives have been differentiated from it: the first one is that which relates to the psychological point of view, that is, whether Kierkegaard was against Hegel, if he wrote his books for the purpose of attacking Hegel; and the second one, in turn, is concerned with the relationship from a philosophical or theoretical point of view, that is, it focuses on whether Kierkegaard's criticisms fit Hegel's philosophy, without pretending to know whether this author was the true Kierkegaardian target. To reach its objectives, this research had adopted the second perspective. This dissertation also analyzed the position of Niels Thulstrup and Jon Stewart on this relationship. Attention was focused on the second of them, considered as the status quæstionis on the investigated relation – resulting, in the positioning before him, a secondary objective for this research. In order to offer another interpretation to a small part of his overview and also to a specific interpretation of the Kierkegaard-Hegel relationship, this dissertation investigated the philosophical relationship between Kierkegaard and Trendelenburg. The results of the research are that there are important aspects of Hegel's Science of Logic contained in Kierkegaard's Postscript and criticized there – making the Kierkegaard-Hegel relationship also theoretical and critical, not just passive or non-existent about logic; item on the general view of Stewart – that Kierkegaard and Hegel do not have the same position regarding the beginning of logic – an item relating to a specific interpretation of Stewart – and that the conditions put by Kierkegaard in "(a) a logical system can be given" has a Trendelenburgian's influence and thus are incompatible with principles defended by Hegel.;
metadataTrad.dc.subject Kierkegaard; Hegel; Trendelenburg; Jon Stewart; Standard View; Kierkegaard; Hegel; Trendelenburg; Jon Stewart; Standard View;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Humanas::Filosofia;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2018-07-19;
metadataTrad.dc.description.sponsorship CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7462;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Filosofia;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics