RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Percepções sobre as aprendizagens na educação de jovens e adultos: processos de in/exclusão na EJA

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Souza, Francini Valgas de;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Oliveira, Sandra de;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/0219552005547333;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.title Percepções sobre as aprendizagens na educação de jovens e adultos: processos de in/exclusão na EJA;
metadataTrad.dc.description.resumo A presente monografia teve como propósito identificar e analisar as percepções sobre as aprendizagens presentes na educação de jovens e adultos (EJA). A imersão no contexto da EJA ocorreu a partir do Projeto de Apoio à Educação de Jovens e Adultos (PAEJA). Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, em uma das escolas atendidas pelo PAEJA no município de Novo Hamburgo, com quatro educandos com idades entre 15 e 18 anos, duas professoras e uma representante da equipe diretiva. A escolha da faixa etária dos alunos se deu pela crescente presença de jovens, cada vez mais jovens, na EJA, esse processo tem sido chamado de juvenilização. O eixo teórico-metodológico foi pensado a partir do conceito de in/exclusão e governamentalidade com base nos estudos pósestruturalistas de autores, como Lopes e Fabris (2013), Veiga-Neto e Lopes (2011), Carvalho (2017) e Biesta (2013). Esse processo de análise resultou em três blocos de sentidos: aprendizagem e suas relações, EJA como espaço de passagem e EJA como possibilidade de futuro. A partir da análise foi possível inferir que as percepções sobre a aprendizagem na EJA pesquisada estão imbricadas na compreensão neoliberal da mesma, além de a EJA ser um espaço de captura de adultos que não conseguiram concluir os estudos no tempo pré-determinado e de jovens adolescentes que, por diferentes motivos, foram excluídos do período diurno. Com isso, a EJA pode ser compreendida como um lugar em que esses adolescentes vivenciam uma modulação de conduta, visando principalmente à entrada e permanência no jogo do mercado, característico da lógica neoliberal. Ao identificar que as percepções sobre as aprendizagens na EJA aparecem como um recurso utilitário, a análise realizada nos leva a seguinte pergunta: até que ponto essas aprendizagens contribuem para a inclusão e permanência desses jovens no mercado de trabalho? – objetivo buscado por grande parte do público dessa modalidade de ensino.;
metadataTrad.dc.subject Juvenilização; Aprendizagem; Processos de in/exclusão; EJA;
metadataTrad.dc.type TCC;
metadataTrad.dc.date.issued 2018-01-01;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7575;
metadataTrad.dc.audience.educationLevel Especialização;
metadataTrad.dc.curso Educação Inclusiva;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics