RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Avaliação institucional: uma opção “engajada” segundo a filosofia de Slavoj Zizek

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Cezarini, Leonardo da Silva;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/3414587481036976;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Streck, Danilo Romeu;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/2250864123409266;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Humanidades;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Avaliação institucional: uma opção “engajada” segundo a filosofia de Slavoj Zizek;
metadataTrad.dc.description.resumo Os sistemas de ensino no mundo todo fazem frente a um duplo processo na sociedade globalizada: responder aos anseios locais e às pressões de nível global. A garantia da “qualidade” – termo por si complexo – deve responder a estas aspirações e, até mesmo, tratar de suas peculiaridades que podem vir a ser contraditórias. Neste sentido, é que a Avaliação Institucional da Educação torna-se um requisito essencial para todos os sistemas de ensino. Entretanto, uma Avaliação Institucional desprovida de uma filosofia de análise que fundamente tanto “como se avalia” e “porque” se avalia pode vir a moldar uma educação que se resuma responder apenas a pressões mercadológicas e limitar o contexto educacional. Através da análise da Avaliação Institucional, por meio da metodologia crítica, é que o presente trabalho objetiva fundamentar com uma filosofia – dialética negativa de Slavoj Zizek – uma Avaliação Institucional que seja justa e produza justiça. Para este intuito foram realizadas pesquisas por meio de entrevistas semiestruturadas que forneceram dados que foram, posteriormente, analisados por meio da metodologia da Teoria Crítica. A opção por esta metodologia foi feita por fornecer subsídios para a identificação de contradições entre uma avaliação plural e realmente justa com uma avaliação institucional que tão somente cumpra exigências de lei. O estudo do campo empírico via Teoria Crítica demonstrou contradições entre uma avaliação inteiramente abrangente e plural com as concepções dos sujeitos entrevistados que demonstraram necessidades de mudançapara maior clareza na avaliação bem como uma grande preocupação com o meio mercadológico – sendo este último de grande influência. Diante disto, optou-se pela proposta de aprimoramento por meio da chamada dialética negativa proposta por Slavoj Zizek. A alternativa por este autor foi feita por dois motivos principais: em primeiro lugar seu pensamento é voltado para o mundo contemporâneo – sua produção ainda continua sendo feita – e sua filosofia permite que todas as opiniões de mundo sejam valorizadas e, ao mesmo tempo, permita que cada sujeito possa se “engajar” em sua verdade. Desta maneira, permite que o processo avaliativo mencionado possa fundamentar uma avaliação justa e que produza justiça.;
metadataTrad.dc.description.abstract Education systems around the world face a twofold process in a globalized society: responding to local yearnings and global pressures. The guarantee of “quality” - a complex term in itself - must respond to these aspirations and even address their contradictory peculiarities. In this sense, it is that the Institutional Assessment of Education becomes an essential requirement for all education systems. However, an Institutional Appraisal devoid of a philosophy of analysis that underlies both "how it evaluates" and "why it is evaluated" may eventually shape an education that can only respond to market pressures and limit the educational context. Through the analysis of Institutional Evaluation, through the critical methodology, it is that the present work aims to base on a philosophy - negative dialectic of Slavoj Zizek - an Institutional Evaluation that is fair and produces justice. To this end, research was conducted through semi-structured interviews that provided data that were subsequently analyzed using the Critical Theory methodology. The choice for this methodology was to provide support for identifying contradictions between a plural and really fair assessment with an institutional assessment that only meets the requirements of law. The study of the empirical field via Critical Theory demonstrated contradictions between an entirely comprehensive and plural assessment with the conceptions of the interviewed subjects who demonstrated the need for change for greater clarity in the assessment as well as a great concern with the marketing environment - the latter being of great influence. Given this, we opted for the improvement proposal through the so-called negative dialectic proposed by Slavoj Zizek. The alternative for this author was for two main reasons: firstly, his thinking is directed to the contemporary world - his production is still being made - and his philosophy allows all world opinions to be valued and, at the same time, allow that each subject can "engage" in her truth. In this way, it allows the mentioned evaluation process to be able to justify a fair evaluation that produces justice.;
metadataTrad.dc.subject Avaliação Institucional; Justiça; Qualidade; Dialética; Participação; Institutional Evaluation; Justice; Quality; Dialectic; Participation;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Humanas::Educação;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2019-07-10;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/8862;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Educação;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics