RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Da caverna à circulação: operações de produção de sentido em um acontecimento midiatizado

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Santos, Mariane Ramos;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/2064001454055136;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Rosa, Ana Paula da;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/2166615059295438;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola da Indústria Criativa;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Da caverna à circulação: operações de produção de sentido em um acontecimento midiatizado;
metadataTrad.dc.description.resumo A partir da problemática do acontecimento midiatizado, busca-se compreender de que maneira as narrativas em circulação transformam o acontecimento dentro do processo da midiatização, em especial o caso do time Javalis Selvagens, 12 adolescentes e seu treinador, que ficaram presos durante 18 dias na caverna Tham Luang, na Tailândia, em 2018. Antes de iniciarmos o processo de análise apoiamo-nos em alguns autores para definir e acionar conceitos como acontecimento jornalístico (CHARAUDEAU, 2006; RODRIGUES, 1993; QUERÉ, 2005), acontecimento e midiatização (FRANÇA, 2012; FAUSTO NETO, 2010; HEPP, 2014; VERÓN, 2014; FERREIRA; ROSA 2011; GOMES, 2016). Após o levantamento de materiais, com vistas a investigar essa processualidade, observamos um pequeno circuito constituído em torno do caso, por meio dos observáveis – uma produção audiovisual (documentário), do jornalismo (reportagens) e de comentários dos atores sociais no Facebook e Youtube e dos eixos, circulação midiatica (VERÓN, 2004; BRAGA, 2012; FERREIRA, 2013; ROSA, 2019; FAUSTO NETO, 2010; SOSTER, 2017); narrativas em midiatização (BARTHES, 2011; ROSA, 2016; GONÇALVES, 2014; SQUIRE, 2014; RESENDE, 2009; SOSTER, 2015), espaço-tempo (VERÓN, 2004; CARLÓN, 2020; RICOEUR, 1994), memória (RICOEUR, 2007; MARQUES, 2017; ROSA, 2012; GOMES, 2001) e imagens e imaginário (ROSA, 2017; KAMPER, 2018), foi possível analisar e identificar as narrativas midiatizadas nos objetos, e como cada uma contribui para que um novo acontecimento apareça. A partir de inferências e articulações entre objeto empírico e teoria, pudemos identificar a transformação do acontecimento midiático em midiatizado e suas remodelações ao longo da sua permanência na circulação. Ainda sinalizamos como resultados a complexificação dos sentidos das narrativas a partir do desenvolvimento de operações de midiatização por diferentes agentes que coproduzem o acontecimento, ligando-o a outros precedentes e também aos que virão.;
metadataTrad.dc.description.abstract From the issue of the mediatized event, we seek to understand how the narratives in circulation transform the event within the mediatization process, in particular the case of the Javalis Selvagens team, 12 teenagers and their coach, who were imprisoned for 18 days in the Tham Luang cave, in Thailand, in 2018. Before starting the analysis process, we relied on some authors to define and trigger concepts such as journalistic event (CHARAUDEAU, 2006; RODRIGUES 1993; QUERÉ 2005), event and mediatization (FRANÇA, 2012; FAUSTO NETO, 2010; HEPP, 2014; VERÓN, 2014; FERREIRA; ROSA 2011; GOMES, 2016). After the survey of materials, with a view to investigating this process, we observed a small circuit built around the case, through the observables - an audiovisual production (documentary), journalism (reports) and comments from social actors on Facebook and Youtube – and of the axes, media circulation (VERÓN, 2004; BRAGA, 2012; FERREIRA, 2013; ROSA, 2019; FAUSTO NETO, 2010; SOSTER, 2017); narratives in mediatization (BARTHES, 2011; ROSA, 2016; GONÇALVES, 2014; SQUIRE, 2014; RESENDE, 2009; SOSTER, 2015), space time (VERÓN, 2004; CARLÓN, 2020; RICOEUR, 1994), memory (RICOEUR, 2007; MARQUES, 2017; ROSA, 2012; GOMES, 2001) and images and imagery (ROSA, 2017; KAMPER, 2018), it was possible to analyze and identify the narratives mediatized in the objects, and how each one contributes to a new event appearing. From inferences and articulations between empirical object and theory, we were able to identify the transformation of the media event into mediatized event and its remodeling throughout its permanence in circulation. We also signaled as results the complexification of the meanings of the narratives from the development of mediatization operations by different agents that co-produce the event, linking it to other precedents and also to those to come.;
metadataTrad.dc.subject Acontecimento; Narrativas; Midiatização; Circulação; Tailândia; Event; Narratives; Mediatization; Circulation; Thailand;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Comunicação;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2021-10-13;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/10562;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics