RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

As recomendações de analistas e os possíveis benefícios ao investidor no mercado brasileiro de ações

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Schilling, Carla Helena;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/9423789382055067;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Zanini, Francisco Antônio Mesquita;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/2552134036867664;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Gestão e Negócios;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title As recomendações de analistas e os possíveis benefícios ao investidor no mercado brasileiro de ações;
metadataTrad.dc.description.resumo A discussão sobre a validade ou não da administração ativa de recursos é antiga no meio acadêmico. A presente pesquisa volta ao tema, introduzindo uma variável antes não apreciada no Brasil, os custos de transação. Estudar a validade ou não da administração ativa é uma forma de estudar o tema eficiência de mercado. Em outras palavras, seria impossível ao investidor obter benefícios por meio da administração ativa em um mercado realmente eficiente. O atual estudo, realizado por meio de uma pesquisa explicativa, trabalha com uma carteira com administração ativa formada a partir das indicações de analistas consultados pelo jornal Folha de São Paulo no período entre julho de 2000 e junho de 2010. Fazem parte da amostra também, como instrumentos de controle, o índice Ibovespa e o IBrX, bem como as 20 principais ações do Ibovespa (carteira com diversificação ingênua). Foram calculadas diversas estatísticas acerca dos resultados, de modo a demonstrar o desempenho das quatro carteiras. Além disso, foram realizados testes estatísticos para avaliar a significância estatística das diferenças encontradas (Teste F – ANOVA). Dos resultados, observa-se que, mesmo após a introdução dos custos de transação, a carteira com administração ativa apresentou retornos superiores: 442,121%, contra 375,622% da carteira do Ibrx, 334,121% da carteira com diversificação ingênua e 197,991% do Ibovespa. Porém, do ponto de vista estatístico, os testes não apresentaram significância, invalidando a possibilidade de afirmação de superioridade da administração ativa. A despeito de os resultados não serem significativos do ponto de vista estatístico, pode-se dizer que nenhum investidor ficaria insensível às diferenças encontradas, pois a gestão ativa também permitiu observar os seguintes aspectos: obtenção de carteira com menor volatilidade total (desvio padrão), menor risco sistemático (beta), menor amplitude, maior Índice de Sharpe, maior Índice de Treynor e maior Alfa de Jensen. Isso tudo permite colocar em dúvida a hipótese de eficiência do mercado de capitais brasileiro.;
metadataTrad.dc.description.abstract The discussion on the validity or not of the active management of resources is ancient in the academic universe. This research deals with the theme by introducing a variable not previously appreciated in Brazil, transaction costs. To study the validity or not of active management is a way of studying the issue of market efficiency. In other words, it would be impossible, for the investor, to obtain benefits through active management in a truly efficient market. The current study, by means of an explanatory research, works with a portfolio with actively formed management under the directions of analysts polled by the newspaper Folha de Sao Paulo in the period of July 2000 to June 2010. As part of the sample, and also instruments of control, the ibovespa and ibrx and the top 20 shares of bovespa (portfolio with naïve diversification). Several statistics about the results were calculated in order to demonstrate the performance of four portfolios. In addition to this, statistical tests were performed to evaluate the statistical significance of differences (f test - anova). From the results, it is observed that even after the introduction of transaction costs, the portfolio with active management had higher returns: 442.121% 375.622% of the portfolio against the ibrx, 334.121% of portfolio with naive diversification and 197.991% of the bovespa index. However, from a statistical point of vies, the tests were not statistically significant, invalidating the possibility of asserting the superiority of active management. Even though the results were not significant from a statistical viewpoint, one can say that no investor would be insensitive to the difference, since the active management also allowed to observe the following aspects: obtaining total portfolio with less volatility (standard deviation) lower systematic risk (beta), smaller amplitude, higher the sharpe’s index, higher treynor’s index as well as jensen’s alpha. All of this allows us to question the hypothesis of efficiency of the capital market.;
metadataTrad.dc.subject Administração ativa; Administração passiva; Eficiência de mercado; Active management; Passive administration; Market efficiency;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Ciências Contábeis;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2011-06-16;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/5015;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics