RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

A padronização da assistência humanitária: uma análise crítica do discurso humanitário na ordem mundial

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Mezzanotti, Gabriela;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/4729765743452634;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Mélo, José Luiz Bica de;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/8041567709113125;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Humanidades;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title A padronização da assistência humanitária: uma análise crítica do discurso humanitário na ordem mundial;
metadataTrad.dc.description.resumo A pesquisa analisa o discurso humanitário no pós-Guerra Fria a partir de dois pressupostos teóricos fundamentais: a Teoria Crítica das Relações Internacionais de Robert Cox e a Teoria Crítica de Análise do Discurso de Norman Fairclough. A análise crítica proposta tem por objeto três documentos de padronização da ação humanitária internacional adotados pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Sphere Project e HAP (Humanitarian Accountability Partnership). Objetivando identificar nos documentos de padronização da Assistência Humanitária Internacional a representação textual de um discurso humanitário contemporâneo, a partir das premissas das teorias indicadas, a pesquisa procura também identificar a estrutura discursiva dos documentos e seu caráter hegemônico e politizado. Concebendo o discurso dialeticamente, como ação social que resulta e ao mesmo tempo molda a ordem do discurso, conclui-se que há uma tendência na comunidade internacional em geral de conceber discurso contido nos referidos documentos e na ação humanitária por eles regulamentada como moralmente inquestionáveis, rejeitando a hipótese de se questionar ideias, instituições e condições materiais envolvidas nesses documentos e na prática humanitária, de modo a indagar acerca da possibilidade de haver um projeto hegemônico na estrutura histórica específica que se forma a partir das interações recíprocas desses elementos. Esse projeto hegemônico se esconde atrás dos princípios da neutralidade, imparcialidade e independência veiculados no discurso humanitário dos documentos analisados. A relação de poder que se manifesta na ordem desse discurso está velada no próprio discurso e por isso mesmo legitimada pela relação de poder que nele se contém. Do ponto de vista das Relações Internacionais, a análise crítica do discurso humanitário no pós-Guerra Fria permite desvendar as premissas não declaradas nesse discurso, de modo a identificar a ideologia nele impregnada e o projeto de poder nele amparado.;
metadataTrad.dc.description.abstract The research analyzes humanitarian discourse in post-Cold War era through two fundamental theoretical assumptions: the Critical Theory of International Relations by Robert Cox and the Theory of Critical Discourse Analysis by Norman Fairclough. The critical analysis proposed aims three documents of international humanitarian action standardization, adopted by the International Committee of the Red Cross, Sphere Project and HAP (Humanitarian Accountability Partnership). Aiming to identify in the documents of international humanitarian action standardization the textual representation of a contemporary humanitarian discourse, taking the assumptions of the theories already mentioned, the research also aims to identify the discursive structure of the documents and their hegemonic and politicized feature. Conceiving discourse dialectically, as a social action that derives and at the same time molds the order of discourse, it reaches to the conclusion that there is a tendency in international community to conceive the discourse contemplated in such documents and in humanitarian action regulated by them as morally unquestionable, rejecting the hypothesis of questioning ideas, institutions and material conditions involved in these documents and in humanitarian practices, in order to make it possible to question the possibility of an hegemonic project in the specific historic structure that takes shape from the interaction of these elements. Such an hegemonic project hides itself behind the principles of neutrality, impartiality and independence stated in the humanitarian discourse of such documents. The relation between power that manifests in the order of discourse is hidden in the discourse itself and therefore legitimated by the power relation contemplated in it. Under the point of view of International Relations, the critical analysis of the humanitarian discourse in the post-Cold War era enables to unveil the undeclared assumptions of such discourse, so that it becomes possible to identify the ideology impregnated in it and the power project based on it.;
metadataTrad.dc.subject Discurso humanitário; Ação humanitária internacional; Documentos de padronização; Teoria crítica das relações internacionais; Análise crítica do discurso; Humanitarian discourse; Humanitarian action; Standardization documents; Critical theory of international relations; Critical discourse analysis;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Humanas::Sociologia;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2015-08-31;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7569;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics