RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Sobre o conceito de técnica em Jürgen Habermas: traços de uma filosofia da tecnologia

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Silva, Maurício Fernandes da;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/6242709916444361;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Aquino, Marcelo Fernandes de;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/3548986681329752;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Humanidades;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Sobre o conceito de técnica em Jürgen Habermas: traços de uma filosofia da tecnologia;
metadataTrad.dc.description.resumo As tecnociências atingiram uma posição basilar na sociedade contemporânea marcada principalmente pelos avanços expressivos nos campos da biotecnologia e das engenharias genéticas, o que marcou significativamente o ambiente intelectual de finais do século XX. A questão da técnica ocupa um papel importante na obra de Habermas desde seus primeiros ensaios ainda na década de 1960, passando por sua obra magna na década de 1980 e seus mais recentes escritos, apresentando-se como um eixo temático-dialogal vivo e recorrente na arquitetônica do pensamento de tal filósofo. Podemos enxergar uma evolução do pensamento de Habermas acerca do fenômeno tecnológico, um interesse crescente acerca de tal fenômeno presente desde sua crítica às propostas de Herbert Marcuse e de outros integrantes da Escola de Frankfurt na década de 1960 até sua crítica aos impactos das intervenções biotécnicas no horizonte de nossa autocompreensão Ética da Espécie em 2001 e 2014. Porém, mesmo com uma explícita retomada da questão da técnica em seu pensamento, Habermas não aparece nos debates em Filosofia da Tecnologia, e também não aparece como um autor referencial dente contexto. Nesta pesquisa, nos direcionaremos para o desenvolvimento teórico-conceitual sobre o fenômeno técnico no pensamento de Habermas, tematizando a existência de uma Filosofia da Tecnologia em sua arquitetônica intelectual, e apontando para elementos que nos indicam os traços de um pensar fecundo sobre tecnologia presente em sua trajetória intelectual. Neste sentido, argumentaremos a existência de uma linha de continuidade entre os primeiros escritos de Habermas e sua crítica mais recente, o que nos revelará uma Filosofia da Técnica que pensa tal fenômeno em marcos importantes do século XX e inícios do século corrente. O problema que nos direciona nesta pesquisa é um esquecimento deste aspecto do pensamento de Habermas no campo dos debates em Filosofia da Técnica. Assim, procuramos além de tematizar a existência de uma Filosofia da tecnologia, apontar para as contribuições de seu pensamento aos debates atuais em Filosofia da Tecnologia e também bioéticos.;
metadataTrad.dc.description.abstract Technosciences reached an important position in contemporary society marked mainly by the expressive advances in the fields of biotechnology and genetic engineering, which marked significantly the intellectual environment of the late twentieth century. The question of technique has played an important role in Habermas's work since his early essays in the 1960s, through his opus magnum in the 1980s and his most recent writings, presenting himself as a lively and recurrent dialogical thematic axis in the architectonic of the thought of such philosopher. We can see an evolution of Habermas's thinking about the technological phenomenon, a growing interest in such phenomenon since his critique of the proposals of Herbert Marcuse and other members of the Frankfurt School in the 1960s until his critique of the impacts of biotechnical interventions on horizon of our Self-Understanding Ethics of the Species in 2001 and 2014. However, even with an explicit resumption of the question of technique in his thinking, Habermas does not appear in the debates in Philosophy of Technology, nor does appear as a referential author in this context. In this research, we will focus on the theoretical-conceptual development on the technical phenomenon in Habermas' thought, thematizing the existence of a Philosophy of Technology in his intellectual trajectory. In this sense, we will argue the existence of a continuity line between the first writings of Habermas and his most recent criticism, which will reveal to us a Philosophy of the Technique that thinks this phenomenon in important marks of century XX and beginnings of the current century. The problem that directs us in this research is a forgetfulness of this aspect of the Habermas thought in the field of the debates in Philosophy of the Technique. Thus, we seek beyond thematize the existence of a Philosophy of technology, pointing to the contributions of his thought to the current debates in Philosophy of Technology and bioethics.;
metadataTrad.dc.subject Filosofia da técnica; Tese da colonização; Natureza humana; Biotécnica; Ética da espécie; Philosophy of technique; Colonization thesis; Human nature; Biotechnology; Ethics of the species;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Humanas::Filosofia;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2018-12-04;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7651;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Filosofia;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics